English Version
(11) 41078997 / (11) 98558-8579

Dr. José Carlos Garcia Jr.

Especialista em cirurgia de ombro, cotovelo e artroscopia

Home / Lesões / Nervos Periféricos / Endoscopia e Cirurgia robótica do Nervo Ulnar para a Síndrome do Túnel Cubital

Endoscopia e Cirurgia robótica do Nervo Ulnar para a Síndrome do Túnel Cubital

A síndrome compressiva do nervo ulnar é uma patologia comum e tem sua origem na compressão do nervo ulnar no túnel cubital e estruturas adjacentes no cotovelo. Seu principal sintoma é o formigamento que pode ocorrer no 4º e 5º dedos do membro afetado e costuma piorar quando se flexiona o cotovelo.
Muitas vezes a pessoa com essa patologia pode acordar com o formigamento durante a noite. Em uma pesquisa com lutadores de alto nível notamos que mais de 50% apresentavam algum grau de comprometimento do nervo ulnar.
Dentre as possíveis causas da síndrome compressiva do nervo ulnar encontramos a luxação anterior do nervo, tríceps saltitante, trauma direto, formação de fibrose cicatricial por estresse em valgo, neurite do ulnar por lesão parcial ou total do ligamento colateral medial do cotovelo (LCM), tumorações e idiopática.
No caso dos lutadores a fibrose devido a chave de braço é a principal causa assim como a lesão do LCM.
Em casos leves o paciente pode apenas esticar o cotovelo para melhorar os sintomas.
Em casos moderados se for de origem inflamatória antiinflamatórios hormonais podem auxiliar juntamente com citoneurim. Se a origem dos sintomas for neurológica pode-se usar citoneurim agudamente e amitriptilina cronicamente, ou etna.
Em casos graves o paciente pode necessitar da anteriorização cirúrgica do nervo ulnar que pode ser realizada com auxílio do robô cirúgico para aumentar a precisão do procedimento ou pode ser realizada a liberação do nervo comprimido no túnel cubital por via aberta ou endoscópica.
A endoscopia do nervo ulnar realiza a liberação do túnel cubital utilizando uma óptica(vídeo de 4mm de diâmetro) através de pequenos portais no cotovelo sem o grande corte tradicional da pele, entretanto essa técnica apresenta maiores riscos nessa região. Atualmente em pacientes selecionados estamos realizando a via endoscópica com auxílio do robô DaVinci® com sucesso.
A reabilitação depende da técnica utilizada.
Lembrem-se que a utilização de qualquer medicação deve ter acompanhamento medico.
Apresentamos a técnica recentemente  a técnica robótica (2013) no congresso da Associação de Artroscopia da América do Norte e no periódico Arthroscopy.

Dr. José Carlos Garcia Jr. 
Ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês e referência em ombro e cotovelo do Hospital Moriah em São Paulo-Capital.
Médico graduado e pós-graduado pela Escola Paulista de Medicina(Federal de São Paulo).
Fellow na Mayo Clinic-Minnesotta-EUA,  Princeton-EUA, IFOR e IRCAD da Universidade de Estrasburgo-França.
Mestre em Ciências da Saúde(MSc)  pela Universidade de Liverpool-Inglaterra
Doutor em Ciências(PhD) com tese sobre aceleração da cicatrização tendínea pela USP.
Professor Coordenador do centro de estudos NÆON, serviço referendado de formação de especialistas das Sociedades Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo e Internacional de Traumatologia do Esporte.

Atende no Núcleo de Medicina Avançada do Hospital Sírio-Libanês e no Hospital Moriah em São Paulo-Capital. Telefones de marcação: 11-41078997 e 11-985588579
Voltar